Supernova de 1572 vista novamente!

Astrônomos ressuscitam supernova histórica usando um “espelho” interestelar

A mais famosa explosão estelar da história foi classificada pelos cientistas como uma supernova do tipo Ia mais de 400 anos após sua descoberta.

A mais famosa explosão estelar da história foi classificada pelos cientistas como uma supernova do tipo Ia mais de 400 anos após sua descoberta.

Astrônomos usaram ecos de luz de uma explosão de uma supernova como uma máquina do tempo para observarem novamente um evento estelar histórico visto na Terra há mais de 400 anos atrás. A brilhante “estrela nova” apareceu no céu em 1572 e era tão brilhante que podia ser vista de dia. Foi observada e cartografada pelo astrônomo Tycho Brahe que descobriu que ela estava bem distante da Lua. Isso modificou 2.000 anos de pensamento científico baseado na teoria de Aristóteles de que colocava a Terra no centro de esferas concêntricas, nas quais as estrelas estavam fixadas. Embora Tycho não soubesse, ele não estava vendo uma “estrela nova”, mas sim uma supernova – uma violenta explosão na qual estrelas de muita massa terminam suas vidas. Agora cientistas do Insitute Max Plank foram capazes de examinar o evento e classificar a supernova. Muito embora a luz original ou “fótons diretos” da explosão tenham passado pela Terra em 1572, telescópios no Havaí e na Espanha capturaram fracos ecos luminosos da explosão original que foram refletidos por uma nuvem de poeira galática.

A primeira luz da supernova (circulo externo) passou pela Terra em 1572, mas podemos detectar ecos refletidos dessa luz (circulo interno) ainda hoje.

A primeira luz da supernova (círculo externo) passou pela Terra em 1572, mas podemos detectar ecos refletidos dessa luz (círculo interno) ainda hoje.

“Imagine uma pedra caindo em uma bacia” – diz o portavoz do observatório espanhol de Calar Alto. “As ondas se formam uniformemente até que elas atinjam a borda, então novas ondas são geradas, as quais também viajam de volta. Agora nós estamos vendo as ondas que atingiram a borda”.

O objeto conhecido como SN (supernova) 1572 foi visto pela primeira vez em nossa galáxia em 1572 pelo grande astrônomo dinamarquês Tycho Brahe que cunhou o termo "nova" para nova estrela - sem saber que, na verdade, estava testemunhando um fim violento.

O objeto conhecido como SN (supernova) 1572 foi visto pela primeira vez em nossa galáxia em 1572 pelo grande astrônomo dinamarquês Tycho Brahe que cunhou o termo

 Tomonori Usuda, do telescópio Subaru no Havaí, completou: “Isso nos permite ver como uma supernova em nossa galáxia se comporta desde sua origem”. Arquivos históricos sugerem que a Supernova SN 1572 ou supernova de Tycho é do tipo Ia – A morte termonuclear de uma estrela anã branca e as novas evidências dos estudos apóiam isso. Supernovas do tipo Ia são a principal fonte de elementos pesados como hidrogênio e  hélio. Elementos críticos para a vida como carbono e oxigênio não existiriam na Terra sem essas explosões. ” As questões de como e por quê as anãs brancas explodem são inexplicadas e a equipe planeja usar seus novos dados para testar as teorias atuais. Num modelo, a anão branca ganha novo material de uma estrela companheira até atingir a massa crítica e explodir.

Uma outra teoria diz que o acúmulo de massa ocorre pela fusão de duas anãs brancas. “Uma oportunidade excitante agora seria usar outros (ecos luminosos) para contruir uma visão espectroscópica tridimensional da explosão” – diz o chefe da equipe Dr. Oliver Krause. Isto poderia lançar luz sobre a história da formação estelar bem como sobre a evolução química de nossas galáxias locais.

(Fonte: Daily Mail)

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s