E os mortos voltarão a caminhar…

Esta semana (07/01/2009), a revista New Scientist publicou uma matéria sobre genética e previu que em um futuro próximo o homem será capaz de trazer de volta à vida animais já extintos, inclusive o Homem de Neanderthal! Então me recordei do filme de Steven Spielberg, Parque Jurássico. O interessante que o método a ser utilizado é bem parecido com o descrito no filme e no livro, escrito por Michael Crichton (faleceu 04/11/2008). Ao meu ver, o filme passará, se confirmada a previsão acima, da classe de ficção científica para a de documentário.

A receita para reviver essas espécies está no fim do post.

Abaixo segue a lista dos Top 10 a serem ressuscitados, segundo a revista.

Tigre dente de sabre (Smilodon Fatalis)

Tigre dente de sabre (Smilodon Fatalis)

Homem de Neanderthal (Homo Neanderthalensis)

Homem de Neanderthal (Homo Neanderthalensis)

Urso gigante da cara chata (Arctodus Simus)

Urso gigante da cara chata (Arctodus Simus)

Tigre da Tasmânia (Thylacinus Cynocephalus)

Tigre da Tasmânia (Thylacinus Cynocephalus)

Tatu gigante - Gliptodonte (Doedicurus Clavicaudatus)

Tatu gigante – Gliptodonte (Doedicurus Clavicaudatus)

Rinoceronte lanoso (Coelodonta Antiquitatis)

Rinoceronte lanoso (Coelodonta Antiquitatis)

Dodo (Raphus Cucullatos)

Dodo (Raphus Cucullatos)

Preguiça gigante (Megatherium Americanum)

Preguiça gigante (Megatherium Americanum)

Moa (Dinornis Robustus)

Moa (Dinornis Robustus)

Alce gigante irlandês (Megaloceros Giganteus)

Alce gigante irlandês (Megaloceros Giganteus)

Bônus:

Mamute lanoso

Mamute lanoso

RECEITA PARA RESSUSCITAR ESPÉCIES EXTINTAS

Você vai precisar de:

1 – DNA bem conservado.

2 – Diversos bilhões de blocos de construção de DNA.

3 – Uma barriga de aluguel parente da espécie extinta disponível.

4 – Tecnologia altamente avançada.

Como fazer:

1 – Extrair o DNA da espécie extinta, sequenciar os fragmentos e montar para obter um genoma completo.

Realidade: as sequências de genoma de animais extintos deverão estar repletas de erros fatais.

2 – Agora pegue os seus blocos de construção de DNA e recrie o DNA de seu animal extinto, com o número correto de cromossomos.

Realidade: ainda não é possível fazer longas moléculas de DNA partindo do zero, mas deveremos ser capazes em breve.

3 – Empacote os cromossomos dentro de um núcleo artificial e coloque no óvulo retirado da espécie que vai servir de barriga de aluguel. Isso fará com que o ovo se desenvolva em um embrião que será clone de um animal há muito tempo extinto.

Realidade: encontrar espécies compatíveis com as extintas, coletar seus óvulos, vai ser um problemão. Pior ainda, até hoje ninguém tentou clonar pássaros ou répteis.

4 – Faça com que o embrião se desenvolva. Para mamíferos, implante o embrião no útero da espécie compatível que servirá de barriga de aluguel. Para um réptil ou pássaro, encube o embrião usando técnicas que ainda serão desenvolvidas. Para um anfíbio ou peixe que necessitam de fertilização fora do corpo, simplesmente sente e observe.

Realidade: mães de aluguel podem não existir para muitas espécies extintas.

Acelerando o Processo:

Em vez de começar do zero sintetizando o genoma inteiro, você pode pegar o DNA de um animal parente próximo da espécie extinta e modificá-lo para ficar mais parecido com o da espécie extinta que você deseja.

Realidade: algumas espécies vivas, através de técnicas laboratoriais,  já se tornaram mais parecidas superficialmente com as extintas, mas com o conhecimento e a tecnologia de hoje, elas permanecem bem distante da coisa real.
(Fonte: Daily Mail)

Anúncios

12 Comentários

  1. E bota futuro nisso. é tão difícil extrair dna de fósseis hoje que até que se encontre algo em condições de ter uma boa amostra vai demorar muito.

    E concordo com os animais propostos. Fenomenais.

  2. Existem algumas espécies nesta lista que não deveriam voltar a viver. O tempo delas já passou. Também me preocupa qual o objetivo em se trazer o Homem de Neanderthal eque tratamento seria dado a ele.

    Sou a favor de se tentar trazer de volta espécies recentemente extintas, principalmente aqueles que foram mortos pela ação do homem.

    No fim das contas vai ser mesmo muito difícil fazer isso com uma espécie, imagine 10. Daqui a uns 20 anos deveremos ver o resultado final disso.

  3. FUDIDO, para que eu queria fazer um clone de um veado?!:@

  4. mais irado vei o mamute,o bichim la dos espinho no rabo ,e a preguiça gigante entao nem se fala muito irada

  5. Vlw, Allan, pelos comments. Verei se melhoro da próxima.

  6. Depende de seu ponto de vista, Nathiellen…

  7. hual

  8. é realmente incrível, imagine ver o arctodus(urso gigante de cara achatada) ele é o maior carnívoro terrestre desde a morte dos dinossauros, tem a altura de uma preguiça gigante 3,5m . o mamute a preguiça gigante dentes de sabre, homem de neanderthal seriam os mais facinantes de se ver .

  9. Vlw, Yuri. Realmente, com o desenvolvimento de novas técnicas genéticas, é bem possível que um desses animais volte, um dia, a caminhar sobre a terra. Obrigado pelo comentário e volte sempre.

  10. O Pombo Passageiro e o Dodo são questão de honra, já que foram os seres humanos que levaram essas espécies a extinção.

  11. Alguém perguntou: “para que eu vou trazer de volta um veado”,
    Resposta: Para competir com você, jumento!!! Ops, desculpe jumento (o animal), comparação infeliz…

  12. Olá, Gilson! Uai, continuo achando que depende do ponto de vista 😉


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s