Aconteceu na África.

 Tem coisas no dia-a-dia que marcam nossa rotina. Ás vezes é um tropeção de alguém de forma hilária, uma placa mal redigida, um encontro casual com alguém que você não via há anos, e por aí vai.

Então vasculhando a net, achei uma seqüência (vão assassinar o trema dia 01/01/2009!) de fotos tiradas em países africanos que são engraçadas e ao mesmo tempo mostram um caminho diferente para se superar algumas dificuldades.

Como se escreve "STOP" em Dar-es-Salaam - Tanzânia

Como se escreve "STOP" em Dar-es-Salaam - Tanzânia

Meio de transporte alternativo na Cidade do Cabo - África do Sul

Meio de transporte alternativo na Cidade do Cabo - África do Sul

É assim que se consegue água quente.

É assim que se consegue água quente.

Ooops! Cuidado. Zebra à frente.

Ooops! Cuidado. Zebra à frente.

Como carregar um time de futebol em Makerere - Uganda.

Como carregar um time de futebol em Makerere - Uganda.

Um poste de energia no meio do asfalto em Buruburu, Nairóbi - Quênia

Um poste de energia no meio do asfalto em Buruburu, Nairóbi - Quênia

Atenção - Bar Público - Nosso bar público não está aberto no momento porque ele está fechado - Gerente (Nussss...)

Placa em um bar em Lagos - Nigéria com os seguintes dizeres: Atenção - Bar Público - Nosso bar público não está aberto no momento porque ele está fechado - Gerente (Nussss...)

(Fonte: oddee.com)

Papagaio entra em depressão com a morte de seu dono.

É sempre triste quando o dono e seu animal de estimação são separados. Mas nem tanto que seja preciso o animal de estimação tomar anti-depressivos para superar o trauma.

Então eu lhes apresento o papagaio Fred, que caiu numa deprê tão grande com a morte de seu proprietário que foi necessário os veterinários receitarem anti-depressivos pro coitado.

Triste - papagaio Fred toma uma dose de anti-deprê para superar o trauma de ter perdido seu "pai"

Triste - papagaio Fred toma uma dose de anti-deprê para superar o trauma de ter perdido seu pai

 Depois que seu dono morreu (George Dance) o papagaio cinza africano entrou num parafuso tão grande que ficava o dia inteiro no poleiro balançando a cabeça pra cima e pra baixo, arrancando as penas de seu pescoço. Ele não conseguiu entender porquê seu “pai” tinha desaparecido. Então os veterinários receitaram um anti-depressivo chamado Clomicalm 2 vezes ao dia. O Clomicalm é a versão animal do Prozac, um anti-depressivo poderoso.

 

De volta ao poleiro - Fred está agora começando a lidar com sua perda

De volta ao poleiro - Fred está agora começando a lidar com sua perda

A história do papagaio Fred vai passar hoje (20/11/2008) no Chanell 4 da TV inglesa. Para ter mais alguns detalhes da história do Fred, clique aqui (em inglês).

Hitler só tinha uma bola!

Essa é boa. Acabou de sair no Daily Mail. Confirmadíssimo! O cara que mandou 6 milhões de judeus para a morte e envolveu o planeta inteiro em uma guerra que matou mais de 50 milhões de pessoas tinha somente um testículo! Isso mesmo… só um ovinho!

Hitler discursando em Berlim

Hitler discursando em Berlim

Uma anotação quase perdida de um médico do exército alemão que tratou Adolf Hitler durante a Primeira Guerra Mundial pode finalmente ter provado que o líder nazista tinha somente um testículo.

Johan Jambor fez a revelação a um padre nos anos de 1960 porque se sentia culpado por ter salvo a vida do futuro tirano depois dele (Hitler) ter sido ferido na Batalha de Somme.

O padre Franciszek Pawlar anotou a confissão – mas somente agora o documento se tornou público 23 anos após a morte de Johan Jambor.

A história de que Hitler poderia ter sido monórquico – termo médico para quem tem um bago só – foi motivo de piada durante anos na Europa, principalmente na Inglaterra, inimiga ferrenha de Hitler.

Mas até agora não existim provas de que o ditador havia perdido uma de suas bolas.

A alegação de que Hitler só tinha um ovo foi tida pelos historiadores como propaganda de guerra dos Aliados – apesar de uma alegada autópsia do Soviéticos ter dito que ele tinha uma bolinha só mesmo.

Os arquivos médicos da Primeira Guerra Mundial mostram Hitler, que foi condecorado duas vezes por bravura ao enfrentar diariamente o fogo inimigo no seu papel de soldado corredor,  e dizem que ele havia sofrido um ferimento na Batalha de Somme, mas não especificada nada mais.

Hitler (o da extrema esquerda - sem bigode) servindo em Somme durante a Primeira Guerra Mundial

Hitler (o da extrema esquerda direita - sem com bigode) servindo em Somme durante a Primeira Guerra Mundial

O amigo de Johan, Blassius Hanczuch, confirmou a anotação do padre de como o médico (Johan) havia salvo a vida de Hitler.

Ele disse: “em 1916 eles (os soldados) fizeram sua mais dificil luta na Batalha de Somme”.

Por diversas horas, Johan e seus amigos recolheram os soldados feridos no campo de batalha.

Ele se recorda de Hitler: “Eles o chamavam de chorão. Ele era muito barulhento. Hitler ficava gritando socorro, socorro. O seu abdômem e pernas estavam cobertos de sangue. Hitler foi ferido no Abdômem e perdeu um de seus testículos. Sua primeira pergunta para o doutor foi: Serei capaz de ter filhos?”.

O senhor Hanczuch disse que quando os nazistas subiram ao poder, o senhor  Jambor começou a ter pesadelos horríveis e se culpava por ter salvo a vida de Hitler.