Atlântida descoberta no Google Earth!

Seria este o mapa da lendária Atlântida?

Seria este o mapa da lendária Atlântida?

Esta é a incrível imagem do que poderia ser da lendária cidade de Atlândida.
Ela apresenta um retângulo perfeito do tamanho do País de Gales no fundo do oceano Atlântico, a cerca de 5.500 metros de profundidade.
Apresenta um sequência de linhas intercruzando, como se fosse um mapa de uma grande metrópole, cercada por um perímetro facilmente delineado.
Parece ser muito grande e organizado para ter origem natural.      

Patrick Duffy como o "homem do fundo do mar" no seriado de TV da década de 1970.

Patrick Duffy como o "homem do fundo do mar" no seriado de TV da década de 1970.

O local fica a cerca de 1.350 km da costa ocidental da África, próximo das Ilhas Canárias – local sugerido pelo filósofo Platão em seu diálogo Crítias e Timeu. Ele acreditava que a civilização da Atlântida, em um só dia, foi tragada pelo mar devido a terremotos e inundações a cerca de 12 mil anos atrás.

As coordenadas para localização no Google Earth são:

31º23’51.15″N 24º26’36.14″O

O “mapa” apareceu no Google Ocean, um dispositivo do Google Earth que usa uma combinação de imagens de satélites e pesquisas oceânicas.
Noite passada (19/02/2009) o Dr. Charles Orser, curador de arqueologia histórica na Universidade de Nova York – um dos maiores estudiosos sobre a Atlântida – descreveu a descoberta como “fascinante”.
Ele disse: “O local é um dos mais proeminentes para se propor a localização da Atlântida, como foi descrito por Platão. Mesmo que seja somente uma ocorrência geológica, definitivamente merece uma melhor investigação”.
A lenda da Atlântida tem fascinado os estudiosos por séculos.
E na década de 1970, pelo seu mito, uma série de TV americana chamada “o homem do fundo do mar”, com Pratick Duffy, fez um enorme sucesso. O herói interpretado por Patrick podia viver embaixo d’água.

Localização do "mapa" no Google Earth.

Localização do "mapa" no Google Earth.

Situada em uma área chamada Plano Abissal da Madeira, o “mapa” foi localizado pelo engenheiro aeronáutico Bernie Bamford enquanto ele bisbilhotava pelo Google Ocean.
Bernie, 38 anos, morador de Chester na Inglaterra, disse: “Parece um mapa aéreo de Milton Keynes (Reino Unido). Só pode ter sido feito pelo homem”.

Concepção artística da metrópole perdida Atlântida submersa.

Concepção artística da metrópole perdida Atlântida submersa.

Segundo um porta-voz do Google, através de email ao site Information Week, “o que os usuários estão vendo é um artefato do processo de coleta de dados. Os dados batimétricos frequentemente são reunidos de barcos que usam sonar para tomar medidas do fundo do mar. As linhas representam o caminho do barco enquanto ele coleta os dados. O fato de existir espaços em branco entre essas linhas é um sinal de quão pouco nós conhecemos os oceanos do mundo”. 
(Fonte: The Sun)
Anúncios